Viagem ao Saara: vamos aos fatos?

Quem é que não quer conhecer o Saara, viajar pelo deserto, dormir em tendas? Cerca de 99,99% das pessoas que nos procuram para viajar pelo Marrocos pedem que coloquemos no roteiro uma noite no deserto. Eu já expliquei algumas vezes sobre essa viagem, mas sempre surgem mais dúvidas sobre o tema, então aqui vão mais algumas questões importantes antes de você planejar a sua ida ao deserto.

O deserto de Dubai não é referência para uma comparação ao deserto do Marrocos. Quem já foi acaba criando uma expectativa equivocada sobre o Saara. Então, vamos aos fatos:

– O Saara é o maior deserto quente do mundo! São mais de 9 milhões de quilômetros quadrados;

– Lá não tem nada ameno. Ou é muito quente ou é muito frio. Tudo é muito longe. Ou seja, se você não está disposto a entrar nesse território, melhor não arriscar;

– O deserto ocupa 11 países, mas no Marrocos todo e qualquer acesso a ele é longo. Precisamos cruzar a Montanha Atlas para chegar nele, ou seja, você vai viajar muitas horas (entre 7h e 13h) para conseguir ir para lá. As outras opções são fretar um avião para ir e vir ou ir em voos comerciais da Royal Air Maroc que acontecem apenas a cada 4 dias, o que significa que ou você fica 4 noites na região ou você faz somente uma perna de avião e a outra de carro. Outro ponto é que os aeroportos não são perto das dunas, então acrescente mais cerca de 2h de viagem de carro até lá;

– Os acampamentos ficam no meio do deserto mesmo! Não é nada fake, não é na beira da estrada. Você vai sempre pegar um 4×4 e andar por uma ou duas horas nas dunas até chegar lá;

– Os acampamentos oferecem tendas de luxo com cama, roupa de cama limpinha e quente, banheiro dentro da tenda, alimentação etc;

– Imprevistos estão sempre previstos! Tempestades de areia podem acontecer, sim. Isso pode atrapalhar seus planos mas não temos como prever. Em alguns casos a viagem não é cancelada, mas em outras as tendas não resistem aos ventos fortíssimos e o acampamento é desmontado. No caso da viagem continuar, aproveite e curta o momento porque apesar de ser algo visto como ruim é realmente bonito de ver a força da natureza. Ninguém será colocado em risco. Proteja-se do vento e curta a brisa! Rs

– Quem faz todo apoio das tendas são touaregs, homens que nasceram no deserto e conhecem tudo da região, então confie neles e converse com eles. Há sempre histórias incríveis e muita cultura no que eles contam;

– Tenha sempre na mala remédios que você pode ocasionalmente precisar como remédios para enjoos, vômito, soro em pó para reidratação, remédios para diarreia, dor de cabeça, inflamação, antialérgicos etc. Um pouco de cada coisa. Não que haja um risco de algo te acontecer, porém, caso aconteça algum mal estar a farmácia mais próxima estará muitíssimo longe de você;

– Na maioria dos dias há muito sol no deserto, porém pode acontecer de termos um dia nublado e acabar com a sua expectativa de foto em cima do camelo, no por-do-sol, com a sombra do animal nas dunas. A gente faz até promessa para Santa Clara deixar o sol brilhando na sua viagem, mas raramente isso pode acontecer;

– As tendas não tem ar condicionado como dizem por aí. Quando está calor a única solução é deixar a porta da tenda aberta para a brisa entrar. No frio, eles são super equipados com cobertores e edredons;

– A dica que eu dou sempre é: NÃO COMPRE SUA PASSAGEM DE IDA E VOLTA PARA O MARROCOS SEM ANTES CONSULTAR SOBRE A SUA VIAGEM AO DESERTO! Antes de fechar as passagens, verifique com a sua agência (de preferência a Morocco Imperial Bike e Turismo) sobre o roteiro no Saara. Em 99% das vezes que os clientes chegam com as passagens compradas a ida ao deserto fica complicada porque nem sempre os aeroportos que devemos viajar para o deserto são os mesmos que os clientes chegarão ou partirão.

Porém, apesar de tudo isso, eu garanto que ir para o deserto, passar uma noite em tenda ou mesmo sair da tenda e dormir com as estrelas sob sua cabeça, é uma das melhores experiências da vida!  É lindo demais mesmo com tempestade de areia, com sol, nublado etc. Esteja com a sua mente e seu coração abertos para o que o Saara tem para te oferecer. A viagem valerá a pena. Você conhecerá muitos vilarejos até entrar nas dunas, irá ver o verdadeiro Marrocos, como muitos povos sem muitas condições sobrevivem diante de tanta aridez e tanta escassez. É uma lição de vida. Ir para o Saara é passar por locais que você não passaria normalmente. Se Moisés passou 40 anos andando por lá até chegar na Terra Prometida eu tenho certeza que você irá sobreviver – e amar! – uma noite nesse lugar tão mágico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s